Roma Editora

12.12€

A Viscondessa que Perdia a Cabeça
[José Vicente]

A Viscondessa que Perdia a Cabeça 1A Viscondessa que Perdia a Cabeça 2
A Viscondessa que Perdia a Cabeça
A Viscondessa que Perdia a Cabeça
O autor escreveu este texto, como afirma, "nas termas Kargal (Turquia) durante a semana que precedeu o falecimento do Papa João Paulo II", a quem, aliás, dedica o volume. numa prosa rimada graciosa e de boa qualidade literária, aqui se conta a história de uma viscondessa, cheia de soberba na terra, impediosa para com os seus criados, a cozinheira Rosalina, o hortelão Rufino. Um dia, morre e sobe ao céu, de carrinho, ao contrário do que é hábito referir-se, na sabedoria popular. Vem recebê-la um anjo que lhe serve de cicerone, naquele divino jardim de delícias espirituais. Descobre então, uma porção de riquíssimas moradias. Interrogando o anjo sobre os seus habitantes, este nomeia-os para grande pasmo da Viscondessa: o sábio e justo rei Balduíno da Bélgica; a Santa Madre Teresa; os sacrificados Rufino e Rosalina; um bando de meninos, onde avultam os pastorinhos de Fátima, Jacinta e Francisco. Um dos palácios encontrava-se, ainda em construção. Seria seu morador, o Papa João Paulo II. Pensando que a sua residência fosse semelhante à de todos estes, a Viscondessa acaba por se recolher numa miserável choupana, pois as casas do céu são construídas com as boas acções praticadas na terra. As ilustrações são magníficas. (António Couto Viana 2006)
Comentrios
Idiomas
Português English
Pesquisa Rpida
 
Utilize palavras chave para pesquisar Artigos.
Pesquisa avanada